Artigos - Visualizando artigo

Qual a relação entre empreendedorismo e contabilidade?

Empreendedorismo e contabilidade tem uma relação mais próxima do que muitos gestores imaginam. Na prática, a gestão contábil é um dos pilares que sustentam as atividades dos negócios, sobretudo no estágio inicial, em que o orçamento é mais enxuto, a margem para erros é mais apertada e cada passo precisa ser devidamente calculado.
 
O fato é que o período inicial de atuação de uma empresa é sempre o mais crítico. Prova disso é que a pesquisa Panorama dos Pequenos Negócios 2018, realizada pelo Sebrae, aponta que aproximadamente um a cada quatro negócios encerra suas atividades antes de completar dois anos.
 
Esse é um dado que comprova o quão difícil é empreender de forma deliberada, sem o devido planejamento e suporte contábil. Por isso, para que o seu negócio não entre para a estarrecedora estatística do fracasso, é preciso agir com estratégia.
 
Como veremos adiante, a contabilidade pode oferecer um reforço importante na sua trajetória no empreendedorismo. Quer saber como? Continue a leitura e confira!
 
Como é a relação empreendedorismo e contabilidade
 
Por mais simples que seja a estrutura de um pequeno negócio, no mercado atual é bastante difícil prosperar sem que as devidas análises sejam feitas. Empreender baseando-se apenas no “tino empresarial”, no mercado atual, é condenar a empresa ao fracasso rapidamente.
 
O sucesso no empreendedorismo hoje está intimamente ligado à análise de dados, ao planejamento das ações e ao estudo do mercado. Em outras palavras, quem deseja empreender, antes de tudo, precisa entender alguns conceitos técnicos como:
  • capital de giro;
  • plano de negócios;
  • planejamento tributário e financeiro;
  • custos fixos e variáveis;
  • fluxo de caixa, entre outros.
Cada um desses conceitos ajuda o empreendedor a ter mais visibilidade e previsibilidade sobre as suas ações. Todos eles estão diretamente associados à contabilidade, setor que evoluiu bastante com o passar dos anos, se tornando uma das ferramentas mais estratégicas para a gestão e condução de negócios.
 
A importância de andarem juntos
De modo geral, a contabilidade oferece todo suporte que o empresário precisa para avaliar suas finanças, custos envolvidos na sua atividade, tributos e demais questões que impactam o orçamento da empresa. Ou seja, fatores de extrema importância para a condução de qualquer tipo de negócio.
 
Dessa forma, um dos efeitos mais benéficos da contabilidade sobre a jornada do empreendedorismo está na otimização do controle financeiro da empresa. Tomando esse aspecto como base, o empresário acaba tendo uma visibilidade muito maior sobre a realidade do empreendimento, principalmente no que diz respeito aos resultados.
 
Esse conhecimento mais profundo e concreto sobre o negócio, na prática, traduz toda a importância da contabilidade. Com base nas informações fornecidas por relatórios, demonstrações e planilhas contábeis, por exemplo, se torna mais fácil e efetivo projetar investimentos, planejar ações e sustentar as atividades do negócio ao longo do tempo. Sem a contabilidade, o empresário estaria praticamente atirando no escuro, o que é muito mais arriscado.
 
Os principais benefícios dessa parceria estratégica
Como dito, empreendedorismo e contabilidade tem uma relação bastante próxima. Especialmente na atualidade, em que cada ação executada dentro de uma empresa precisa ser bem pensada e a legislação que rege os negócios e suas responsabilidades é vasta e complexa, a contabilidade desponta como um facilitador da gestão.
 
Apoiado nessa ciência e nos conhecimentos de profissionais do segmento, o empresário experimenta uma série de vantagens, a exemplo das que listamos adiante. Confira!
 
Maior controle financeiro
Por meio de expedientes típicos da contabilidade, o empresário consegue grande parte das informações de que necessita para tomar decisões e compreender a performance da sua empresa. Dessa forma, ele alcança um controle financeiro mais rígido, o que faz com que se evite, por exemplo:
  • a assunção de compromissos de forma deliberada;
  • investimentos em momentos inoportunos;
  • endividamento;
  • desperdício de capital;
  • aumento nos custos, além de outras questões que pesam no orçamento.
De forma geral, com o orçamento controlado, tudo fica mais fácil.
 
Compliance
Outro benefício da parceria estratégica entre o empreendedorismo e a contabilidade está no reforço do compliance. Como se sabe, a atuação de uma empresa, por menor que ela seja, precisa atender à legislação em diversos aspectos, seja tributário, seja trabalhista ou fiscal.
 
Nesse ponto, a contabilidade também é uma grande aliada. Como os profissionais dessa área tem domínio das principais questões legais que interferem na atuação de uma empresa, erros e descumprimentos às normas se tornam mais raros.
 
Dessa forma, por exemplo, a contabilidade evita os riscos de a empresa ter prejuízos com o pagamento de multas por descumprir obrigações, não recolher os tributos de forma adequada, não respeitar os direitos trabalhistas ou se envolver em situações ainda mais graves, como a prática de crimes.
 
Indo mais a fundo, a contabilidade traz muitos outros benefícios para a realidade de uma empresa, sobretudo as pequenas e médias, que tanto necessitam de apoio estratégico no período inicial. Assim, além das vantagens citadas, podemos listar também:
  • planejamento tributário;
  • elisão fiscal;
  • controle de ativos e passivos;
  • estruturação do orçamento;
  • suporte informativo com dados reais e preciso das atividades do negócio;
  • apoio para a tomada de decisão etc.
 
O custo/benefício para a empresa
Embora essa realidade tenha mudado bastante com o passar dos anos, muitos empresários ainda enxergam a contabilidade como um custo para empresa e insistem em assumir todas as suas atividades — uma postura que pode ser muito prejudicial.
 
Embora a contabilidade represente, sim, o aumento de custos de um negócio, é preciso visualizá-la de outra forma. é necessário entender que apesar dos custos, os benefícios trazidos por esse setor e pelos seus profissionais são muito maiores.
 
A contabilidade é a chave para a profissionalização do negócio, para uma atuação competitiva e regular. No caso das pequenas e médias empresas, a contabilidade garante uma visão mais estratégica para o empresário, a partir de leitura de dados advindos da própria atividade.
 
Além do mais, hoje já se fala em outsourcing contábil, uma prática voltada à terceirização dos processos desse setor a uma empresa especializada. Dessa forma, quem terceiriza não precisa arcar com todos os custos de manutenção de uma equipe dedicada e não precisa dispor de um espaço exclusivo para as atividades.
 
Essa é uma estratégia muito útil para pequenos negócios, os quais não dispõem de muitos recursos e apresentam uma contabilidade mais simplificada, facilmente delegável a um terceiro especializado.
 
Por fim, como vimos, empreendedorismo e contabilidade tem uma relação bastante próxima. Hoje, o sucesso de um negócio está diretamente associado à sua organização financeira, à forma como os processos são conduzidos e como a legislação é atendida. Nesses pontos, a contabilidade tem um papel de destaque, pois oferece suporte técnico e estratégico para que líderes e gestores consigam administrar com mais eficiência e transparência.

 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.